Dicas para usar o cobogó na decoração - Rafaela Coelho
Decoração Lifestyle

Dicas para usar o cobogó na decoração

abril 3, 2017

Para quem acha que o cobogó se usava antigamente, está enganado, eles estão cada vez mais presentes na decoração, porém agora com mais utilidades, com novas formas, materiais e cores. Se esse nome não parece ser muito familiar, certamente já deve ter ouvido falar em elementos vazados, pois essa é a denominação dada para os cobogós. Eles surgiram na década 1929, criado por três engenheiros em Recife na cidade pernambucana, onde batizaram com seus sobrenomes. Originalmente eram feitos em concreto, que voltou com tudo nesse ano, e porcelana, mas ao longo do tempo isso foi mudando e aparecendo outros materiais como a argila, vidro e madeira. Quer saber como usar?

Divisor de Ambientes

Essa é uma das principais finalidades, ele permite a entrada de luz e ar no ambiente, além de ficar extremamente charmoso, permite que o cômodo fique mais arejado, amplo e vivo. Na área externa eles funcionam super bem também, o ideal que sejam cobogós em porcelana, pois podem ficar no tempo e são mais fáceis de limpar.

Uso decorativo

Pode ser usado apenas como um objeto decorativo, o que particularmente nós amamos, tanto dentro de casa como até mesmo nas fachadas. A composição dos diferentes modelos de cobogó permite criar um mosaico. Uma dica bem legal é que ele não precisa obrigatoriamente ir até o teto, ele pode estar simplesmente solto no ambiente, criatividade não pode faltar.

Nos móveis

Essa é uma ótima opção para você que está pensando em economia, os cobogós tem um preço ótimo e para um ambiente mais descontraído, utiliza-los para fazer os armários da cozinha, um móvel na sala, uma bancada ou até mesmo um banco, ficam muito criativos e versáteis.

Os elementos vazados em geral estão super em alta, uma dica bem legal e que dá um efeito como o cobogó são os blocos de concreto de construção, que quando usados alternando a posição ficam muito charmosos também.

 

Aproveitem as dicas e inspirem-se.

Você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta